quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Starry Eyes: O ambicioso inferno que habita seu interior


Título: Starry Eyes - 2014
Diretor: Kevin Kolsch, Dennis Widmyer
Roteiro:  Kevin Kolsch, Dennis Widmyer
Elenco: Alex Essoe, Amanda Fuller, Noah Segan

O terror pode habitar em nossos desejos e ambições. Essa é a premissa do surpreendente "Starry Eyes".

Desde “The House of the Devil” do diretor Ti West, a temática satanista não é tão bem explorada pelo cinema de terror americano. Os diretores Dennis Widmyer e Kevin Kolsch invocam o capeta com estilo. Bebendo na fonte de David Lynch e Dario Argento, a dupla aposta no clima macabro e visual setentista para contar a história de uma jovem atriz que busca espaço na concorrida Hollywood.

Sarah Walker (Alex Essoe) é uma jovem com o sonho de se tornar uma estrela do cinema e não poupa esforços em busca de seus objetivos. A cruel realidade faz com que a moça divida seu tempo entre testes para pequenos papéis e seu trabalho como garçonete. A grande oportunidade de Sarah surge ao receber um convite para protagonizar um filme de terror produzido por uma famosa e obscura produtora. Os bizarros testes fazem com que Sarah desperte a furiosa ambição que até então estava adormecida em meio aos conceitos em que a moça acreditava serem corretos.



Os macabros produtores do filme incentivam Sarah a despertar os piores sentimentos de sua alma, para que o portal para uma nova vida seja aberto e ela possa desfrutar dos prazeres que sempre sonhou.

O grande acerto do roteiro, também assinado pela dupla de diretores, é mostrar a transformação psicológica e física de Sarah. Da beleza à podridão, da sanidade à insanidade, em um espetáculo de bizarrices que irá impactar até mesmo os fãs mais exigentes.



Destaque para atuação de Alex Essoe que têm todos os atributos para se tornar uma “scream queen” de respeito, não por acaso a moça está escalada para várias produções do gênero.

“Starry Eyes” é um belo exemplar do gênero e possui todos os elementos para se tornar cultuado. Altamente recomendado, principalmente se você já vendeu sua alma ao diabo em busca de prazeres profanos!









Nenhum comentário:

Postar um comentário