A Fúria do Justiceiro: Ação para quem têm bolas!


Título: A Fúria do Justiceiro (Stone Cold) - 1991
Diretor: Craig R. Baxley
Roteiro: Walter Doniger
Elenco: Brian Bosworth, Lance Henriksen, William Forsythe, Arabella Holzbog


Porra cara, eu vou começar o assunto de novo, porque se torna inevitável após assistir "Stone Cold". Qual a diferença entre o cinema de ação da velha escola e o cinema de ação da nova geração?

Em uma única palavra: Bolas! Antigamente os roteiristas, diretores e atores tinham culhões. E já que estou escrevendo sobre essa produção protagonizada pelo fodão Brian Bosworth, eu deixo outra pergunta. Porque atores badass como o próprio Brian não emplacaram na carreira?


São perguntas que jamais serão respondidas, inclusive isso acontece até hoje, tenha como exemplo o Johnny Strong que protagonizou "Santos e Pecadores", um dos melhores filmes de ação da atualidade.

"Stone Cold" foi lançado em VHS em terras tupiniquins com o singelo nome de "A Fúria do Justiceiro", reparem que até as distribuidoras nacionais contribuíam para a "testosterona em alta voltagem" que esses filmes proporcionavam.


A história coloca um policial durão infiltrado em uma violenta gangue de motoqueiros. Nada mais que isso, direto ao ponto, sem firulas. É clichê pra caralho, mas funciona, ainda mais quando você tem como vilão Lance Henriksen e como mocinho Brian Bosworth, um sujeito enorme, loiro e canastrão. Inclua uma gostosa no pacote, leia-se, Arabella Holzbog e um capanga do porte de William Forsythe. A receita infalível para chutar bundas!


As cenas de ação seguem a risca o padrão da época, com explosões, pancadarias e tiroteios em profusão que mantém o clima bad ass durante toda a projeção, culpa do diretor Graig R. Baxley que soube gastar os 17 milhões disponibilizados para a produção da película - que infelizmente faturou apenas 9 milhões de dólares em solo americano. Talvez por esse prejuízo o personagem Joe Huff, não tenha ganhado outras continuações.

"A Fúria do Justiceiro" é um tesouro da melhor época do cinema para machos, uma aula de personagens fodões com atitudes bad ass.






Comentários

  1. Realmente é um filme divertido e explosivo.

    O tal de Brian Bosworth era jogador de futebol americano e este é seu único filme como protagonista.

    Abraço

    ResponderExcluir

Postar um comentário