segunda-feira, 9 de março de 2015

Projetor perdido: Bad Company - Maus Companheiros


Aos amigos leitores trago novidades! Estreia mais uma série nesse humilde blog, em "Projetor Perdido" trarei para vocês filmes obscuros e de baixo orçamento que passaram despercebidos pela maioria dos cinéfilos.

"The Nature of the Beast" foi lançado no Brasil como "Bad Company - Maus Companheiros" e tem em seu elenco Eric Roberts e Lance Henriksen em uma jornada cheia de suspense pelo deserto dos Estados Unidos.

O roteiro foca apenas em dois personagens que passam em grande parte da película na estrada - podendo classificar "Bad Company" também como um road movie. O roteiro aposta na construção de personagens, onde não existe vilão e não existe mocinho. Um macabro jogo psicológico que amarra a mente do espectador até a ultima cena. Vale destacar que a direção/roteiro ficou a cargo de Victor Salva, que mais tarde lançaria os aclamados "Energia Pura" e "Olhos Famintos". Lembrando que Roberts e Henriksen estavam no auge de suas carreiras e apresentaram atuações explosivas.

Todos esses elementos fazem de "Bad Company - Maus Companheiros" um daqueles tesouros perdidos em locadoras.



Ficha técnica
Título: Bad Company - Maus Companheiros (The Nature of the Beast) - 1995
Direção: Victor Salva
Roteiro: Victor Salva
Elenco: Eric Roberts, Lance Henriksen, Brion James


Trailer




Melhor cena do filme (spolier)






2 comentários:

  1. Muito legal esta sessão, parabéns pela sacada.

    Assisti este interessante suspense e realmente as reviravoltas deixam dúvidas sobre quem é o "assassino da machadinha" até o final. A dupla de canastrões famosos está perfeita nos papéis principais.

    Antes de ficar conhecido com este e os outros dois filmes citados, o diretor Victor Salva chegou a ser acusado de pedofilia por ter assediado um adolescente. Quando "Olhos Famintos" foi lançado, a história veio à tona e aconteceram alguns protestos.

    Abraço

    ResponderExcluir
  2. Hugo, obrigado pelo elogio!

    Essa do Victor Salva eu não sabia. O lance é saber separar o homem do diretor, até pq como diretor o cara criou algumas pérolas como esse "Bad Company" e os outros já citados na postagem.

    Abraço!

    ResponderExcluir