quinta-feira, 3 de julho de 2014

Sob a Pele: A explosão sensual de Scarlett Johansson


Título: Sob a Pele (Under the Skin) - 2013
Diretor: Jonathan Glazer
Roteiro: Jonathan Glazer
Elenco: Scarlett Johansson, Jeremy McWilliams, Lynsey Taylor Mackay



Scarlett....ah Scarlett, como essa mulher é linda! É inevitável comentar, depois de ter todos os sentidos esmagados ao ver a explosão de sensualidade e erotismo que é Scarlett Johansson em "Sob a Pele" - que, diga-se de passagem, é um filmão!

A trama mostra a busca incessante de uma alienígena por presas humanas, porém, a bela extraterrestre entra em processo de humanização ao sentir emoções experimentadas apenas por suas vítimas. A partir desse ponto o roteiro explora a vulnerabilidade humana através de sentimentos comuns, mas que afetam a rotina de pessoas como eu e você. A atraente alienígena experimenta o medo, e esse é o maior obstáculo de sua existência.


"Sob a Pele" é um filme autoral, com direção e roteiro assinado pelo abusado Jonathan Glazer. E digo mais, não apenas abusado como corajoso, ou em outras palavras, o sujeito tem culhões para criar uma película com técnicas cinematográficas totalmente fora dos padrões. Espere até ver os recursos de câmera, iluminação, e cores que o diretor apresenta no decorrer da projeção - que você só irá perceber se não estiver totalmente hipnotizado com os "frios" cenários, ou se não estiver, de boca aberta com a beleza de Scarlett....


Scarlett Johansson apresenta uma atuação monstruosamente deliciosa! Explorando ao máximo uma personagem de pouca fala e que utiliza, na maior parte do tempo, expressões corporais. Cuidado para não se perder nas curvas da moça - que aparece nua em pelo, na cena que causou polêmica ao redor do planeta. Vale ressaltar que essa nudez não foi apelativa e se encaixa em um contexto geral.

"Sob a Pele" possui ritmo lento o suficiente para afastar o público "comum", porém, possui recursos técnicos suficientes para conquistar os cinéfilos mais exigentes. Um filme que explora a fragilidade humana, através de cenas complexas que convidam o espectador a refletir sobre o que se passa em tela. É uma experiência audiovisual incrível!









Nenhum comentário:

Postar um comentário