terça-feira, 28 de maio de 2013

A Fúria (He Was A Quiet Man) - 2007


Quando estamos envolvidos por uma rotina comum, passamos parte do dia no local de trabalho, convivemos com colegas de profissão que muitas vezes não nos agradam, se torna comum nosso nível de estresse ser alto e fica pior ainda para quem sofre de distúrbios psicológicos; esse é o caso de Bob Maconel personagem de Christian Slater nesse drama filosófico.

O protagonista inicia a projeção planejando uma forma de assassinar seus colegas de trabalho, o sujeito guarda uma arma em sua gaveta e espera a hora de ter a coragem necessária para o ato. O diretor Frank Capello que também assina o roteiro, é feliz em transformar os objetos em volta do personagem em refúgios de sua mente; alguns exemplos são evidentes; a pequena boneca que representa a paixão de Bob por uma colega de trabalho; o peixe que conversa com ele funciona subconsciente, o outro "eu" do rapaz; e finalmente o revólver, o objeto que pode dar fim ao sofrimento psicológico.

A história fica curiosa quando um colega de trabalho tem a coragem de fazer aquilo que Bob não tem; o homem abre fogo em meio ao escritório e mata a maioria das pessoas odiadas pelo protagonista, mas deixa sua paixão platônica Vanessa Parks (Elisha Cuthbert) tetraplegica; Bob ao ver sua amada baleada no chão abre fogo contra o atirador e o mata; logo ele vira herói e se torna respeitado por todos. Ele rapidamente é promovido por seu chefe Gene Shelby (William H. Macy) Qual será a consequência desse fato na mente do rapaz?

A trama ainda aproxima Bob de Vanessa que inciam um romance nada convencional tendo em vista o estado físico da mesma; as situações criadas pelo roteiro no decorrer da projeção passeiam do romance a comédia sem dificuldades e isso sem deixar o drama de seu pergonagem principal de lado.

Vale destaque a composição criada por Frank Capello para a película; a ideia do diretor era chamar a banda Coldplay para tocar a música, mas o baixo orçamento fez com que o próprio diretor a gravasse e o resultando é excelente; a canção complementa um momento chave do filme e transmite todo o sentimento que Bob passa naquele momento. Christian Slater esta sensacional e entrega uma de suas melhores atuações da carreira.

"A Fúria" é um pequeno grande filme que tem uma mensagem a passar e cumpre seu objetivo sem dificuldades.




Nenhum comentário:

Postar um comentário