quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Amor (Amour) - 2012


O que é o amor? Michael Haneke nos responde isso de forma crua em "Amour" seu aclamado filme vencedor de vários prêmios e um dos favoritos para o Oscar.

Aqui a realidade é exposta de forma tão direta que incomoda e muito o publico. A historia sobre um casal de idosos Georges (Jean-Louis Trintignant) e Anne (Emmanuelle Riva) ganha contestos dramáticos quando a senhora adoece. Anne vai aos poucos perdendo a capacidade de se locomover e se torna totalmente dependente de Georges que cuida dela com dedicação e até com certa frieza.

A direção não entrega nada mastigado, a postura fria de Georges é uma auto-defesa para com seus sentimentos, afinal, ver sua esposa, amante e companheira naquele estado faz com que o personagem caia em uma tristeza profunda, mesmo que isso não fique exposto para o público, aqui tudo funciona na base da interpretação do espectador.

No fim da projeção a realidade mostrada na tela ganha proporções ainda maiores, o amor de Georges alcança um patamar onde ele se deixa totalmente de lado e pensa apenas em sua amada esposa, e com uma atitude desesperada mas pensada entrega sua maior declaração de amor para Anne.

Vale ressaltar a atuação do casal protagonista, com destaque para Emmanuelle Riva que é uma das favoritas para o Oscar, e se não ganhar será uma das maiores injustiças da academia.

Para os não iniciados ao cinema feito por Michael Haneke fica o aviso que seus filmes muitas vezes são considerados "lentos" e de uma realidade impactante. "Amour" é um estudo do amor!



Nenhum comentário:

Postar um comentário