sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Desapego (Detachment) - 2011


Qual o papel do educador na sociedade?! Essa é a pergunta que "Desapego" faz ao público através de conflitos que são próprios do dia a dia do cidadão que escolheu essa difícil profissão.

Adrien Brody vive Henry Barthes que é escalado para substituir temporariamente um professor em uma escola "barra pesada"! A plot pode ser batida, mas a felicidade do roteiro é focar na vida de Henry e dos outros professores. O diretor Tony Kaye mostra de forma real a realidade de uma sociedade tão "perdida" que chega a ser cruel acompanhar a angustia dos professores diante de tantos alunos sem ambições.

Em uma das cenas mais impactantes Ms.Madison(Christina Hendricks) desesperadamente grita para uma aluna que a única oportunidade que ela tem são os estudos, e como retrato real o discurso não é levado a serio pela aluna.

Existem todos os tipos de alunos, os dedicados, os revoltados, os carentes, os "marginais"! E a realidade. friamente exposta na tela, incomoda e muito. Aqui não existe salvação porque esta tudo errado! A forma como o governo encara a educação com leis que nada beneficiam a cultura esta representado aqui de forma tão crua que nos faz perder a esperança em um futuro melhor para nossa sociedade.

Diante disso tudo Henry Barthes pratica o "desapego" aos seu alunos e perde a essência de uma profissão que foi criada para "treinar" as crianças para a vida! Quantos professores não vivem ou já viveram um dilema parecido?! O que levou todos esses profissionais a perder sua motivação?! "Desapego" é um soco direto na cara de uma sociedade que só consegue enxergar a margem do problema.

Vale lembrar que a atuação de Adrien Brody é uma daquelas inesquecíveis e quer merecia indicação da academia! Imperdível!



domingo, 18 de novembro de 2012

Melancolia (Melancholia) - 2011

 
Em que momento da vida você já se sentiu melancólico? Para alguns deixou de ser um momento e se tornou algo constante e para muitos se tornou consequencia de uma depressão. Se o mundo estivesse com os dias contatos, qual seria seu sentimento?! Alivio? Fuga? Medo?!

É pelas mãos habilidosas do polémico Lars Von Trier que conhecemos Justine(Kirsten Dust) que vive uma camuflada felicidade em sua festa de casamento. A melancolia da persongem faz com que ela procure o seu próprio "eu"! É melancólico acompanhar a desconstrução da personagem! Lars vai metamorfosicamente despindo a personagem Justine de forma tão profunda que chega a nos assustar. Kirsten Dust esta excepcional e se coloca definitivamente entre as maiores atrizes da atualidade.

Do outro lado do "oceano"(não fisicamente) acompanhamos a irmã de Justine, Clarie(Charlotte Gainsbourg) que apesar da vida superficial e monótona encontra a felicidade em pequenas coisas como colher frutas no quintal de sua mansão! Essa cena em questão é impactante, o encontro de dois mundos, Clarie com o cesto cheio de frutas e Justine com o cesto vazio! Clarie ainda colhe frutos da vida, Justine não tem mais frutos em sua vida!

E o fim do mundo?! O planeta "Melancholia" se aproxima e Lars Von Trier nos assusta com aproximação da morte aos olhos de seus personagens! Clarie esta apavorada, Justine esta ansiosa!

"Melancolia" é um estudo da mente humana através das imagens simbólicas de seu diretor que como de praxe extrai o melhor de seu elenco que ainda conta com Kiefer Sutherland, Charlotte Rampling, John Hurt, Alexander Skarsgård.

Lars Von Trier acaba com o mundo com arte e medo! Inesquecível e arrebatador!




Musas - Amber Heard













Entrega De Risco (The Courier) - 2012


Vamos lá! Mais uma missão ingrata de desenvolver um texto sobre um filme de qualidade duvidosa!

Começa o filme com o "entregador" resgatando uma moça que é feita de refem em uma montanha russa?! Dai que a cena toda de ação é feita no estudio, e o diretor insiste em utilizar angulos de câmera que tentam enganar o publico...mas so provoca vergonha, é bisonho o trabalho da produção nessa cena, assim como todas as outras no decorrer da projeção.

Depois disso devidamente "brochados" somos apresentados mais profundamente ao "entregador" vivido por Jeffrey Dean Morgan que recebe a missão de uma nova "entrega". E para por ai! Os contratantes ameaçam a familia do cara que se ve obrigado a cumprir a missão em poucas horas. Poderia funcionar se o roteiro nao insistisse em rechear a trama de reviravoltas ridiculas!

Para minha surpresa la pelas tantas encontramos um Mickey Rourke pagando mico vestido de Elvis?!

Ao final da projeção eu esperei os creditos aparecem para anotar o nome do diretor dessa tralha! Hany Abu-Assad que não entende nada do riscado e entrega uma das maiores bombas lançadas esse ano!




sábado, 17 de novembro de 2012

Musas - Jennifer Connelly














Curta - Dirty Laundry


Curta com Thomas Jane baseado no The Punisher! Qual a diferença entre a justiça e a punição?


A Armadilha (Prowl) - 2010




Tente imaginar um longa com roteiro de um curta! É mais ou menos isso que encontramos em "A Armadilha".

Um grupo de jovens(sempre eles), resolvem sair da cidade e o carro quebra no caminho, lógico que aparece um sujeito estranho para ajuda-los, oferece uma carona sem compromisso, e dai que eles caem na "armadilha". Ao chegar em um local isolado e escuro o grupo é perseguido por "misteriosas criaturas"!

Seria legal se o roteiro não tentasse explicar nada, apenas deixassem os adolescentes ali para morrer, mas idiotamente o roteirista tenta explicar e não explica as "criaturas", transformando o que antes era medo/curiosidade em decepção!

Os atores são desconhecidos, com exceção de Bruce Payne. A direção de Patrick Syversen se torna equivocada, apartir do momento em que começa a tremer a câmera para passar mais "adrenalina" as cenas de ação. Talvez essa "tremida" seja proposital para não mostrar os efeitos especiais que quase não existem! O gore é quase nulo, não existem garotas nuas! O final ridículo também esta presente!

Assistam o trailer! Excelente material de marketing que faz o publico cair na "armadilha" de assistir esse erro cinematográfico!






domingo, 11 de novembro de 2012

Pânico Na Ilha (Fear Island) - 2009


"Pânico Na Ilha" mais uma produção de qualidade duvidosa lançada diretamente em dvd no mercado nacional! Certamente você já sabe o que vai encontrar no filme! Vamos lá!

Adolescentes - confere

Roteiro ridículo - confere

Atores amadores - confere

Cadê as cenas de nudez gratuita e o gore?! Até nisso essa tralha assinada por Michael Storey erra! E assim como final ridículo apresentado, eu farei jus ao mesmo!


 
 


segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Stolen - 2012


Nicolas Cage, figuraça que virou piada em Hollywood! Foi considerado um dos melhores de sua geração e hoje é odiado por grande parte do público. Aqui ele entrega um dos piores filmes de sua carreira!

"Stolen" é dirigio por Simon West o mesmo que assinou o aclamado "Os Mercenários 2" e roteirizado por David Guggenheim, o filme não consegue ser nada mais que sua propria tradução, uma "roubada"!

É assustador a falta de bons roteiros no mercado americano, o negocio esta tão ruim que um filme com roteiro mediano como "Busca Implacável" consegue inspirar roteiristas que tentam sem êxito alcançar o sucesso do mesmo. Aqui nós temos de novo um pai em busca da filha sequestrada. Lembrando que nem de longe nos envolvemos com os personagens como acontecia no filme de Liam Neeson, aqui é tudo vazio e sem alma!

Will Montgomery(Nicolas Cage) é um ladrão de banco que se mete em uma confusão após um assalto e acaba preso. Acontece que quando Will é preso ele estava com o dinheiro roubado, o que causa a ira dos seus companheiros de vida bandida(loka)! Anos mais tarde ele é solto e os bandidos vão atrás dele e usam a filha do coitado como isca para obriga-lo a devolver a grana!

E ai somos apresentados mais "profundamente" ao vilão Vincent vivido por Josh Lucas que entrega uma atuação exagerada e deslocada, assim como a garota sequestrada que ganha vida através da enganação...ops! atuação da novata Sami Gayle!

E a atuação de Nicolas?! hehe

Canastra ate o talo, ele fez o básico, pegou seu cheque e foi encher a cara de vodka!

A direção de Simon West tenta misturar cenas de ação da velha escola com a o cinema atual sem saber se aceita ser um filme b ou um blockbuster. O grande equivoco da produção esta ai! Funcionaria se fosse um filme de qualidade duvidosa propositalmente.

Roteiro ridículo, atuações canastras, direção sem rumo e Nicolas Cage! É bom? Depende do ponto de vista!